Meio&Mensagem
Publicidade

Hollywood é racista?

Alice Braga e Wagner Moura colocaram foco nas discussões sobre presença de latinos no cinema estadunidense e a representação do Brasil no contexto internacional

Luiz Gustavo Pacete
12 de março de 2017 - 18h23

20170312_125704

Alice Braga e Wagner Moura

Hollywood é racista? O Brasil é racista? Foi nesse tom provocativo que Wagner Moura tratou da presença latina no cinema americano na manhã deste domingo, 12, no SXSW. Moura e Alice Braga falaram sobre mercado, representação, gênero e diversos outros temas que permeiam as discussões relacionadas à transformação da indústria do cinema.

“A experiência de diversidade no elenco de Narcos foi uma das mais ricas da minha vida”, disse Wagner Moura. Para Alice, a possibilidade de latinos observarem suas culturas representadas faz todo sentido em termos de afirmação. “Imagine para um garoto mexicano vendo uma representação fiel e verdadeira de seu país, isso é poderoso e muito importante”, disse Alice.

Mas e os estereótipos Wagner Moura?
É muito importante para nós, brasileiros, para os latinos falarmos sobre o tráfico de drogas. Não é questão de estereotipo, é questão de discutir um problema que envolve a milhões de pessoas. Essa guerra é no México, no Brasil, no Peru, em países onde existem vários jovens envolvidos e sendo mortos. Por isso, vejo Narcos com uma importância muito grande neste sentido.

E a presença dos latinos no mercado americano Alice Braga?
Gosto muito de atuar em espanhol e me sinto muito bem atuando com colegas latinos. A possibilidade de representar uma cultura e permitir que pessoas dessa cultura tenham acesso a tal conteúdo é impressionante.

O racismo e a representatividade no cinema segundo Wagner Moura
A gente tem que começar fazer essas perguntas, Hollywood é racista? O sistema é racista? O Brasil é uma cultura extremamente racista e a gente tem que colocar isso em perspectiva. Outra coisa, a questão da representatividade também é cada vez mais importante de se discutir. Eu prefiro levar meu filho para assistir Moana do que Homem de Ferro.

Wagner Moura enche a bola da Netflix
Neste contexto, a Netflix é, sem dúvida, uma plataforma que está contribuindo para ampliar essa presença latina no cenário internacional. Isso pode ser visto pela quantidade de produções e séries independentes que estão sendo produzidas na plataforma.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • cinema

  • diversidade

  • entretenimeno

  • racismo

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”

Comentário: Nenhum comentário

Deixe seu recado

Patrocínio