Meio&Mensagem
Publicidade

“Anatomia de uma tendência” mostrou que não é só com dados que se lê o futuro

Carla Buzasi, managing director da empresa de tendências WGSN, fala sobre a importância do mix de arte e ciência e micro tendências que desencadeiam macro tendências


10 de março de 2018 - 9h55

Começou! E minha primeira palestra tinha um título pouco inovador e uma proposta relativamente lugar-comum também. Mas a verdade é que entender sinais para perceber grandes movimentos de tendência ainda me parece um grande desafio. E valeu entender a visão da managing director da empresa de tendências WGSN, Carla Buzasi, sobre como eles conduzem suas pesquisas.

(1) Mix de arte e ciências

Muito além de apenas analisar big data, eles contam com PESSOAS que analisam mudanças políticas e sócio-econômicas, hábitos de consumo e dinâmicas de varejo, novas tecnologias, conteúdo da mídias independente, além de componentes mais comportamentais como hobbies, formas de se vestir, músicas mais ouvidas, tipo de arte e cultura que que se tornam relevantes e influenciadores sociais.

Daí, sim, eles usam inteligência artificial e dados para cruzar o que pessoas identificaram com dados de pesquisas de consumidor e toda sorte de analytics desde informações de varejo, moda, mercado, comportamento de busca e por aí vai.

Mas é o cruzamento da curadoria e de dados que mostrará as tendências que vêm por aí.

(2) Micro x macro tendências

Afinal, o que se quer é ampliar o entendimento do que parece ser uma tendência para o que de fato é um movimento. Ela deu exemplo dos foodtrucks – de algo que era uma ‘minitendência’ (suficiente para virar febre) mas que na real mostra uma tendência muito maior que é a busca pelo artesanal. Vai dizer que não é verdade? Barbearias, cerveja artesanal, roupas com rendas… parece familiar?

(Crédito: divulgação)

E talvez este seja o maior aprendizado: tentar enxergar além. Uma tendência clara pode ser apenas a ponta do iceberg de algo que vai mudar, e muito, a forma de comunicar e vender.

Ah… Uma última palavra sobre… calçados: Pode ser que em breve os sapatos baixos (flats) sejam novamente superados pelos saltos. E tem uma chance que no verão de 2019 as sandálias gladiador voltem com tudo. Foi mals.

(Crédito: divulgação)

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • South by Southwest

  • SXSW

  • SXSW2018

  • SXSWnoMM

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”

Patrocínio