Meio&Mensagem
Publicidade

O valor de um pitch para o processo criativo

Para publicitários brasileiros, prática adotada por startups para conquistar investidores serve como inspiração para compor soluções inovadoras aos clientes

Luiz Gustavo Pacete
10 de março de 2018 - 8h00

O famoso briefing já não é mais o mesmo. Tradicionalmente conhecido por traduzir a necessidade de um cliente a uma agência, esse processo incorporou processos e formatos diversos. Atualmente, um briefing pode ser feito por meio de um hackhathon, um sprinter e várias outras dinâmicas da chamada metodologia ágil. E muito do que se pratica no ecossistema de startups também faz parte dos processos criativos. E a área dedicada às startups no SXSW consiste em uma maratona de pitchs em que empresas iniciantes tentam, em poucos minutos, capturar a atenção de investidores.

O Accelerator  Pitch reúne startups de várias partes do mundo em busca de um prêmio aproximado de US$ 4 mil e contato com potenciais investidores. Essa área vem ganhando cada vez mais atenção dos criativos brasileiros. “Essa parte não é importante somente pela questão de negócios, ela é de inspiração para nós criativos. Eu entrei, assisti um pitch fiquei em outro e vi o quanto aquilo é importante em termos de inspiração. Não é só negócio, mas como essa cultura exponencial pode influenciar a criatividade”, diz Guilherme Jahara, CCO da Fbiz, que foi pela primeira vez ao ano passado e dedicou a maior parte de sua agência ao Accelerator.

Na edição do ano passado do Accelerator, João Vicente, diretor de Estratégia e Data da Sapient AG2, passou uma manhã inteira dando mentoria a startups do programa. De acordo com Vicente, o grande aprendizado foi a possibilidade de entrar em contato com mercados tão diversos e diferentes do Brasil. “Falei com uma startup de vídeo digital da Califórnia e uma desenvolvedora de satélites em Tóquio, dois exemplos absolutamente distantes da minha realidade”, afirma. Ele ressalta a importância dessa experiência com foco na criatividade. “Essas trocas são muito ricas, pois, por mais incrível que isso possa parecer, o que muitas vezes é básico para nós, para eles é inovador e vice-versa”, conta João Vicente.

“Assim como as bandas de música veem no festival uma grande oportunidade de terem seus nomes lançados ao mercado, as startups veem esse valor no SXSW. O fato de termos muitos investidores circulando e uma variedade de mercados e pessoas em Austin contribui para um momento tão importante para essas empresas”, afirma Chris Valentine, diretor do Accelerator. Ele ressalta que, para os publicitários, os pitchs servem como uma verdadeira aula de storytelling focada em resultado já que é a maior concisão e precisão possível em um período muito limitado.

Kito Siqueira, fundador da Satélite Aúdio, que também é mentor no Accelerator, afirma que poder conhecer e ajudar estudantes, produtores, engenheiros, músicos, cantores e pessoas que trabalham em diversas áreas da indústria é inspirador. “Os mentores e speakers participam dos mesmos encontros, eventos e recepções e nessas oportunidades, também foi muito bom o tipo de contato profissional e a maneira de trocar informações, criar conexões e conhecer profissionais de diversas área e locais.  A organização do festival é muito eficiente e com muito tempo de antecedência todas as informações são passadas e eles tem o feedback de cada mentor e mentorado logo que termina o festival e sempre buscam aprimorar e democratizar o festival.”

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • accelerator

  • empresas

  • inovacao

  • negocios

  • pitch

  • startup

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”

Patrocínio