Meio&Mensagem
Publicidade

Capitã Marvel mostra o lado maker da Disney

Disney StudioLAB, em parceria com a Accenture Interactive, desenvolveu um drone específico para captações do filme da heroína

Luiz Gustavo Pacete
9 de março de 2019 - 9h30

Captação e ativação de Capitã Marvel foram desenvolvidos pelo StudioLAB (Crédito: Reprodução)

Há um ano, a Disney, em parceria com a Accenture Interactive, anunciava a criação do StudioLAB. O objetivo do projeto era desenvolver protótipos e ferramentas diversas que auxiliassem no processo criativo e de produção das plataformas das empresas do Grupo Disney. Durante a edição deste ano do SXSW, na Casa Accenture, um desses projetos tomou forma, o Drone Disney foi construído especificamente para atender as demandas de captação, velocidade, ângulo e profundidade que os estúdios precisavam.

Drone Disney desenvolvido especialmente para a captação de cenas de Capitã Marvel (Crédito: Luiz Gustavo Pacete)

O primeiro teste com o Drone Disney foi feito durante as gravações do recém-lançado Capitã Marvel. De acordo com Joe Popp, sênior maganer de content tools da Disney, todo o projeto foi desenvolvido com base na cultura maker: focado em colaboração e por meio de maratonas de testes e melhorias do então protótipo. “A diferença de se ter uma ferramenta como essa na produção de Capitã Marvel, por exemplo, é que os drones disponíveis no mercado possuem limitações e fazer a adaptação desses equipamentos custaria muito mais caro do que desenvolvê-los”, afirma Popp.

A área pode ser utilizada por todas as empresas do grupo (Crédito: The Walt Disney Company)

Foram, no total, seis meses entre o desenvolvimento do projeto e a versão final. Durante o SXSW 2018, ao comentar sobre o StudioLAB, Christian Souche, diretor da Accenture Interactive, reforçou ao Meio & Mensagem o foco estratégico da Accenture em se aproximar do ecossistema criativo. “O grande produto final para o cliente é uma entrega que reúna o que há de ponta em tecnologia associada a processos criativos e humanizados”, diz Christian.

Sala de imersão do StudioLAB (Crédito: The Walt Disney Company)

Ele ressaltou que a Accenture enxerga no SXSW um grande laboratório para validar plataformas e corrigir protótipos. A Accenture já trabalhava com a Disney há 25 anos antes de ampliar sua parceria por meio do studioLAB.

Entre os projetos já desenvolvido pelo StudioLAB nos últimos meses, além do Drone Disney, estão o myMagic+, Disney Movies Anywhere e Marvel Unlimited e o programa de armazenamento em nuvem para todo o grupo Disney. O StudioLAB está próximo ao antigo escritório da Walt Disney, em Los Angeles. O espaço é equipado com drones, equipamentos de VR e projeções holográficas. A filosofia de trabalho, os conceitos e metodologias são baseados no Vale do Silício.

Outro papel relevante do StudioLAB é contribuir na promoção e ativação de filmes de baixo orçamento como foi o caso da animação “Ralph Breaks the Internet” que contou com uma série de experiências imersivas desenvolvidas no estúdio. “O objetivo do StudioLAB é, por meio da tecnologia, dar superpoderes para que esses contadores de histórias tornem suas narrativas ainda mais emocionantes e poderosas”, disse, recentemente, Bem Havey, VP do Disney’s Technology Innovation Group, ao se referir ao estúdio.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • accenture

  • Capitão Marvel

  • cinema

  • disney

  • entretenimento

  • StudioLAB

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”

Patrocínio

Mobile Partner