Meio&Mensagem
Publicidade

Primeiros sintomas de que você já está meio weird

Como um mecanismo de defesa, em meio a tanta informação, parece que seu pensamento começa a se organizar de maneira topificada e enumerar itens se torna uma questão de sobrevivência


5 de março de 2018 - 13h55

(Crédito: divulgação)

Quando a viagem ao SXSW se confirma, imediatamente você passa a ter reações esquisitas. A máxima “Keep Austin Weird” é assumida antes da sua chegada na cidade. É fundamental manter a consciência desses episódios para que você possa ser reinserido à sociedade no seu retorno sem maiores complicações. Afinal, sua agência sensa (valeu, Talquimy) o elegeu como enviado especial e você deve voltar dessa esbórnia com, no mínimo, uma quebra de paradigma viável ou não.

Depois do FOMO (Fear of missing out), descoberto nos primeiros minutos de convivência com a agenda, outra coisa que começa a acontecer é a bulletização da sua fala. Como um mecanismo de defesa, em meio a tanta informação, parece que seu pensamento começa a se organizar de maneira topificada e enumerar itens se torna uma questão de sobrevivência.

A poucos dias do evento, estou bem tomado por essa vibe, então, seguem 3 coisas que destaco para a minha primeira experiência em terras texanas:

1) Criatividade, inteligência artificial e data science ficam bem misturados. Eles aparecem constantemente combinados na programação. Discussões sobre narrativa dirigida por dados, design em tempos de AI e o programador como liderança criativa são alguns exemplos. Tenho interesse por esses conteúdos que inspirem o intercâmbio entre o lado esquerdo e direito do cérebro.

2) As novidades sobre plataformas, algoritmos e formatos não param. Nesse quesito, tem muita coisa que quero ver. O painel com o pessoal da Tecent é uma. Dona do fenômeno chinês Wechat, a empresa vai falar sobre a reconstrução da sociedade pela tecnologia. Também será imperdível (a depender da fila), ver o Facebook discutindo Fake News, Youtube e Netflix com a revolução do vídeo e do streaming. E o VR? Esse aí, depois a gente conversa.

3) Blockchain é vida. O SXSW mostra como esse cara já está muito além das cryptomoedas, se aplicando em diferentes áreas como saúde, logística, governança, entretenimento e direitos civis. A agenda farta sobre o tema parece um sinal do evento de que o mindset do blockchain é mais poderoso do que sua própria tecnologia. Quero acompanhar o papo com a participação da Singularity.

Por fim, como está chegando, a esquisitice só aumenta. Já me conformo que não verei tudo que está no plano (feito na parede bem no estilo Stranger Things) e que muita coisa mudará na hora. Mas um papo na fila salvará uma palestra perdida e tudo ficará ainda mais incrível com a dieta a base de brisket, tacos e outras delícias do lugar.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • South by

  • South by Southwest

  • SXSW

  • SXSW2018

  • SXSWnoMM

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”

Patrocínio