Meio&Mensagem
Publicidade

FOMO ainda mais potencializado que nos outros anos do SXSW

A edição de 2022 á gerou grandes expectativas não somente pelo conteúdo, mas também pela volta ao modo presencial


8 de março de 2022 - 11h33

Crédito: Shutterstock

Isso porque a edição de 2022 é a primeira presencial, após dois anos de intervalo por causa da pandemia de COVID-19.

Eu sempre falo que, para mim, o ano só começa depois do SXSW, como para os brasileiros ele só começa depois do Carnaval 😉

SXSW me dá aquela oxigenada e abre as perspectivas para os próximos 12 meses. Me senti órfã nos últimos dois anos, sem o festival da forma como a gente o conhece – in loco, em Austin – e tenho certeza que muitos leitores compartilham desse meu sentimento.

Justamente por conta disso a edição de 2022, que está se aproximando, já gerou grandes expectativas não somente pelo conteúdo, mas também pela volta ao modo presencial, com todo o networking e trocas, que somente o evento ao vivo oferece.

Estou também curiosa para saber como será essa edição endêmica, se a COVID-19 impactou o comportamento humano e de que jeito. Tanto se falou sobre aprendizagens e que a pandemia nos tornará pessoas melhores, que agora fico curiosa para saber como será esse impacto.

No ano passado, o SXSW tentou aproximar a experiência do festival criando Austin em Metaverso mas, por mais imersiva que a experiência fosse, definitivamente não é a mesma coisa.

Que venha 2022 e nos surpreenda!

Publicidade

Compartilhe

Patrocínio