Meio&Mensagem
Publicidade

No fim do dia tudo é sobre pessoas

Então que venha 2022, um ano com muita inovação, ética, cultura e inclusão


21 de março de 2022 - 9h22

Crédito: Meio & Mensagem

Infelizmente chegamos ao final de outra edição do SXSW, saímos dele sempre muito renovados, mas dessa vez trago um sentimento também de esperança que alguns temas delicados como Ética, Cultura e Inclusão estão no core de muitas iniciativas que vimos por aqui.

Começamos o Festival vendo fortemente que o Metaverso e as NFTs são os temas mais discutidos entre os entusiastas porém muitos talks destacaram que no caso do Metaverso, não temos grandes novidades tecnológicas, nem comportamentais e na visão da maioria deles precisamos esperar um pouco mais pela adesão da iniciativa. Já quando o assunto foi sobre NFT, todos tem um ponto incomum, é uma tecnologia muito nova com muito potencial mas ainda temos que desenvolver melhor sua infraestrutura e sua capacidade de escala com custos mais permissivos a sua massificação.

Passamos pela discussão sobre o hype para discussões sobre cultura, inclusão e novos modelos de liderança e trabalho, no que já chamam por aqui de pós-pandemia. Neste aspecto, todos são uníssonos e tem clareza que já entramos em uma nova era empresarial, na era das pessoas. Cada vez mais políticas de inclusão, saúde mental, flexibilidade, entre outras, vão ser os diferenciais das companhias e serão decisivas no mercado competitivo tanto de tecnologia como outros mercados periféricos.

Outro assunto de grande destaque foi AI e Machine Learning, os projetos têm avançado em ritmo bem acelerado e a pandemia ajudou nesse aspecto, com a necessidade de novos algoritmos e de novos dados, o avanço nos últimos 3 anos foi incrível. Aqui vemos o quanto Synthetic Data avançou e como precisamos urgentemente falar mais sobre ética, tanto na utilização dos algoritmos quanto no viés de input dos dados nestes algoritmos.

Nessa mini viagem ao futuro o maior aprendizado fica sobre Ética e Pessoas, no fim do dia é tudo sobre pessoas, seja as pessoas que constroem as coisas ou as pessoas que utilizam as coisas e precisamos cada vez mais intensificar essas discussões, um abraço e até ano que vem!

Publicidade

Compartilhe

Patrocínio