Meio&Mensagem
Publicidade

Game Of Thrones e a tradição da HBO no SXSW

Produtora marca mais uma vez presença no festival com ativação da série mas, diante do que fez ano passado com Westworld, não surpreende

Isaque Criscuolo
8 de março de 2019 - 13h23

Na tradição do SXSW, ativações de marcas e canais de TV são as mais badaladas e aguardadas pelo público. Seja pela grandiosidade das produções ou pela exclusividade, os ingressos esgotam antes mesmo do festival começar, o buzz é imenso e as filas proporcionais a todo o ba rulho gerado. A sensação é única: se você conseguir um convite, será uma das poucas pessoas no mundo a viver aquela experiência.

No SXSW 2018, a HBO elevou a barra ao montar uma cidade inteira com atores reais vivendo diversas narrativas para divulgar Westworld, sua série futurista que conversa com todo o contexto de Inteligência Artificial e futuro que já é comum ao South by Southwest. Foi uma ativação de impressionar até os mais céticos, pois materializava todas as discussões em torno não apenas da série, mas do que havia de mais humano no futuro que estamos tão interessados em prever.

Neste ano, que marca a estréia da última temporada de Game of Thrones, o canal preparou mais uma de suas clássicas ativações. A série já passou pelo SXSW em 2014, 2015 e 2016 e é uma das mais caras da história da TV, rendendo à HBO recordes de investimento e faturamento. Os números superlativos também estão refletidos na audiência, que marcou uma nova e bem sucedida estratégia do canal: exibir os episódios em escala global, simultaneamente. Isso, além de evitar a pirataria, contribuiu para todo o buzz em torno da produção.

Em parceria com a Cruz Vermelha, a ativação deste ano relembra todos os personagens que “sangraram pelo trono” ao longo da série enquanto convida as pessoas a doar sangue para salvar vidas. A ativação começa na triagem de quem vai doar ou apenas aproveitar a experiência da instalação.

Resolvi que doaria sangue para viver a experiência completa, mesmo não tendo certeza se estaria elegível dentro dos parâmetros dos EUA. Todo o processo foi simples e lúdico, bastante humanizado e contextualizado com a ambientação da série, mas infelizmente não pude doar por ter feito tatuagem nos últimos 12 meses. Valeu a tentativa.

A principal experiência é uma espécie de labirinto guiado com áudios num fone de ouvido, passando por momentos marcantes da história de Arya, Jon Snow e Cersei Lannister, por exemplo. Uma experiência simples e rápida.

Quando a HBO divulgou a lista para esta ativação, especulava-se que a experiência envolveria VR ou algo relacionado a narrativas imersivas. Este é mais um dos temas quentes do SXSW 2019, mas não esteve presente no buzz da HBO.

Depois da experiência auditiva, restam duas opções: esperar pela cerimônia que acontece a cada 30 minutos ou explorar a área externa. A área externa é uma recriação do que foi Westworld no ano passado com atores vivendo no mundo de Westeros e transitando entre as pessoas comuns. É possível acompanhar um treino de luta de espadas, comer lanches do Shake Shack ou ouvir uma banda ao vivo. Tudo livre, sem uma narrativa pré-definida ou surpresas.

O momento alto da ativação é a cerimônia dedicada ao Senhor da Luz com um coral interpretando os temas da série enquanto o Trono de Ferro reina no centro do ambiente. É o cenário mais elaborado e impactante da experiência, que neste ano infelizmente não permite que as pessoas sentem no trono para uma foto.

A ativação de Game of Thrones, que promete ser uma das mais badaladas do SXSW deste ano, está dentro do que a HBO costuma entregar. Entretanto, depois do que fez ano passado com Westworld, elevando a barra do que é uma ativação impressionante, a deste ano é modesta. É uma ativação interessante e válida para fãs da série e entusiastas do South by Southwest, mas não entrega nada de novo ou surpreendente. E, o mais intrigante, não conversa com nenhum grande tema em discussão no mundo de inovação e criatividade do festival.

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”

Patrocínio

Mobile Partner