Meio&Mensagem
Publicidade

Em meio à onda positiva, Snapchat volta ao SXSW como patrocinador

Empresa do aplicativo que, desde sua abertura de capital, em 2017, vinha apresentando números negativos, mostrou fôlego no início deste ano ao apresentar crescimento de receita

Luiz Gustavo Pacete
10 de março de 2019 - 13h26

As SnapBots, máquinas de vendas dos óculos Spectacles, espalhadas pelo SXSW em 2017 (Crédito: Reprodução)

Pela primeira vez o Snapchat será patrocinador oficial do SXSW e terá uma “Snap House”, em Downtown, principal área do festival. De 10 a 12 de março, a Snap, dona do aplicativo, promoverá debates sobre os rumos das redes sociais e da tecnologia. O objetivo da Snap é mostrar que o aplicativo segue com força e mantém parcerias com gigantes como a HBO, por exemplo.

Em 2017, o Snapchat chegou a ser uma das redes sociais mais comentadas no SXSW. Na ocasião, a empresa espalhou por Austin a Snapbot, máquinas de vendas de seus óculos, os Spectacles. A presença da empresa no SXSW surpreende já que, desde que abriu seu capital, em 2017, a Snap vinha apresentando números negativos. No início deste ano, no entanto, a empresa surpreendeu com uma alta de 36% de receita, de US$ 390 milhões, e a manutenção da base de 191 milhões de usuários.

Com os resultados, as ações da empresa dispararam na manhã desta quarta-feira, 6, acumulando alta de 13%. Em relação ao número de usuários, foi a primeira vez, desde o início de 2018, que a empresa não apresenta queda mantendo sua base em 191 milhões. Mesmo com as notícias positivas para o período, a empresa acumula um prejuízo de US$ 192 milhões. Em comunicado, a Snap justificou os números como resultado do novo aplicativo para Android, que diminuiu em 20% o tempo necessário para iniciar o Snapchat.

Evan Spiegel, CEO da Snap, afirmou em carta aos acionistas que a empresa está próxima de operar no lucro. Segundo ele, atualmente existem 2 bilhões de usuários de Android que não utilizam o Snapchat, onde há uma oportunidade de crescimento. A abertura de capital do Snapchat foi em março de 2017 quando a empresa levantou US$ 3,4 bilhões. Desde então, no entanto, a Snap vive vários desafios de resultados.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Snap

  • snapchat

  • Social Media

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”

Patrocínio

Mobile Partner