Publicidade

De Norte a Sul

O Brasil está sedento por um SXSW próprio


18 de março de 2019 - 18h14

(Crédito: Diego PH/Unsplash)

Vir no SXSW me faz pensar o quanto o Brasil precisava de um “De Norte a Sul”.

Sim, eu sei: com esse nome não teria grande adesão, mas vou explicar meu ponto.

Quando você vê desembarcar 1.600 brasileiros em Austin me faz pensar em como somos sedentos e carentes de acesso a um bom conteúdo, uma boa palestra, e em como devíamos ter mais disso por lá.

Isso é uma coisa. Outra coisa, é que em muitos conteúdos daqui vemos números e dados sobre a realidade americana, que em muitos casos não refletem a nossa realidade.

Imagina como seria interessante ter um festival que trouxesse à luz, a nossa realidade, que é tão peculiar e diversa.

Eu adoraria saber mais sobre as novas startups brasileiras, sobre os novos ingredientes descobertos na Amazônia ultimamente, sobre os trabalhos sociais que têm sido feitos no Nordeste, sobre novas tecnologias que estão sendo pesquisadas e desenvolvidas por brasileiros.

Tá bom, teria que melhorar o nome do festival, mas ainda assim eu compraria o badge amanhã.

Publicidade

Compartilhe

Patrocínio